Translate

sábado, 24 de novembro de 2012

A convivencia com um marido muculmano.




Assalam-o-Aleikum queridos leitores!!!

Sei que eu dei uma boa sumida por esses dias, mas muitas coisas aconteceram e eu ja nao tive mais tempo de me sentar e relaxar pra poder colocar em dia o meu diario… rs
Vos adianto desculpas pelo meu teclado completamente desconfigurado… Na verdade minha linda filha derrubou agua no meu Notebook e desde entao passei a usar o note do do meu esposo que  ele  trouxe da China e nao tem configuracao apropriada =(

Anyway…  Hoje, que estou free, gostaria de abordar um assunto que acho interessantissimo a respeito da conduta de uma mulher casada com muculmano e tambem pra lhes dizer que o sucesso de nosso casamento depende exclusivamente de nos mulheres e da forma na qual nos colocamos em nosso lar.

Muitas pessoas me perguntam se eu sou feliz sendo dona de casa, se meu esposo me espanca, se eu estou interessada no islam por chantagem emocional , se ele vai se casar com mais 3, se eu sou insultada, humilhada e constantemente ameacada etc etc etc… Gente!! Nao sei porque atingiram esse nivel de desinformacao!!!… ao ponto de uma pessoa achar mesmo que casar-se com muculmano e sinonimo de sofrimento, espancamento, submissao e perda da liberdade… Helloooo ooowww!!!  Vamos nos informar mais a respeito antes de fazer perguntas comicas pra nao dizer imbecis ne??? O fato de ser casada com um muculmano nao me coloca abaixo de meus direitos, nao me priva da minha liberdade e nem me torna um lixo humano… Ao contrario!!  Me casar com um muculmano foi a melhor coisa que me aconteceu nesta vida!! Temos problemas como todo casal e claro, mas foi com meu esposo que eu aprendi muitas coisas que antes eu nao sabia. Um homem muculmano tem uma grande sabedoria adquirida pelo Islam e eles sempre tem uma palavra certa para nos dizer quando ninguem mais nos escuta..  Eles geralmente falam de Allah como sendo o responsavel pelo casamento e a Deus devemos tanta gratidao, pois Ele nao permite que nada ocorra fora de sua vontade.

Meu marido e como um pai, um irmao, um amigo que sempre esta comigo, abre mao de suas vontades para cumprir as minhas. Ele despreza quem me despreza, chora comigo quando algo me faz chorar, me da sua mao para que eu me apoie, me ensinou que na vida so devo confiar em Allah e que o futuro pertence a Allah, estas palavras cessam a minha ansiedade.. Ele se preocupa com meu bem estar, com minha imagem diante das pessoas, por isso nao gosta que eu me exponha ao andar nas ruas, para que estranhos nao me olhem como algo sem valor. Ele me enche de elogios ( quando estamos de bem ) e me ve como uma mae, mae de suas filhas, esposa e companheira que merece o seu respeito e consideracao.

As vezes discutimos, como qualquer casal, mas Alhamdulilah jamais alimentamos nossos coracoes de odio…Logo fazemos as pazes e fica tudo bem
Ele jamais me forcou a aceitar o islam ou a ler qualquer livro que falasse do Profeta Muhammad ( A paz esteja sob ele ) Tudo que eu busquei saber foi para sarisfacao propria, sempre tive interesse no islam e sempre amei a Deus sobre todas as coisas mesmo quando eu era Crista evangelica, no entanto, a minha iniciativa de conhecer e de me envolver com o islamismo  partiu de mim mesma e nao teve nada a ver com o meu esposo.. Ele fica feliz?? Claro que sim!! Hoje estamos unidos na mesma Fe e confesso que apos a minha decisao de me aproximar do islam nossa vida e nosso relacionamento melhorou muito!!! Alhamdullilah, Louvado seja Deus! Hoje podemos fazer o Salat, celebrar o Eid juntos e caminhar juntos em uma mesma direcao!
Se ele me da ordens o tempo todo ou me insulta?  NAO!! Hoje em dia consigo compreender seus motivos sempre que ele precisa ser radical em algo que decide, mas mesmo assim ele me consulta antes de dar qualquer passo adiante… Ele se preocupa com minha opiniao e eu acho isso o maximo, ja que muitos homens ocidentais perderam o costume de se importar com a opiniao de suas esposas quando algo lhes interessa muito.. Enfim, eu nao sou submissa e nem chantageada, eu tenho a liberdade de decidir as coisas junto a ele..  como se fossemos 1 unico corpo caminhando proporcionalmente aos nossos anseios e em direcao as nossas conquistas, pois tudo que conquistamos celebramos por nos dois.

O homem muculmano em geral tem grande temencia por Allah que ordenou nas escrituras que o marido trate bem a sua esposa… O homem muculmano que nao tratar bem a sua esposa nao pode ser considerado muculmano, mas hipocrita.

No inicio, quando ele veio para o Brasil, tinhamos muitas discussoes sim, mas isso era devido a adaptacao e tambem por questoes financeiras… Como eu ja disse anteriormente, passamos por graves problemas financeiros e isso fazia com que ele ficasse muito nervoso, aborrecido e depressivo, mas com o tempo fomos nos moldando a nossa realidade e ele finalmente foi se ajustando ao Brasil, conseguiu um emprego melhor e nos dois passamos a aprender com nossos proprios erros..
Quase dez anos se passaram e hoje me sinto preparada pra qualquer bronca! Rsss
Hoje estou me preparando pra minha Shahada porque percebi que o islam e o melhor caminho a seguir… Um dia uma amiga me disse que eu sentiria o chamado de Deus para o islam em meu coracao.. e eu fiquei  resistente na hora, mas depois de um tempo eu senti esse chamado e… estou pronta =)

Se pudesse dar um conselho a todas as minhas amigas que amo, lhes aconselharia se casar com muculmanos, pois eles sao os melhores pais de familia, os homens mais esforcados, os mais dedicados a familia e os que mais ensinam as suas esposas que a arte de ser esposa esta na forma que ela guia seu lar, na forma com que ela cuida de seus filhos, na sua gentileza com as pessoas, na luz que ela expressa em seus olhos, nas palavras boas que ela doa as pessoas que precisam, no amor que ela tem por tudo que conquista enfim.. tudo isso faz parte de um relacionamento saudavel, relacionamento baseado nos ensinamentos do islam.. Um relacionamento que Allah almeja que seja eterno e que nao cause dor… Contudo, a esposa deve ser o alicerse, os pilares de seu lar.. e se estes pilares extremecerem, tudo vai desmoronar, a familia se despedaca e todos os esforcos nao terao recompensa, nem importancia…

Lidar com um muculmano talvez seja algo mais complexo doque lidar com um homem comum e cetico, pois os homens muculmanos trazem uma bagagem de sabedoria, uma nocao diferenciada da vida, muitas vezes eles podem dizer algo que vc possa se sentir ofendida a principio, mas se vc analisar suas palavras pelo angulo logico, vc vai perceber que ele nao esta querendo te prejudicar, mas sim te proteger  de algo que te faz mal, que te desvaloriza, que nao e bom.
Mas esse entendimento vem com o tempo.. Nada melhor do que deixar a Resistencia de lado e tentar conhecer o universo de seu esposo, confiar que ele quer o melhor pra vc perceber que os ideais, a conduta e os pensamentos dele sao diferentes aos seus, mas que sao coerentes e que se vc pensar da mesma forma, nao havera mais conflitos, apenas cumplicidade.

Se vc nao se sente preparada pra entrar para um relacionamento deste tipo, o melhor a fazer e pular for a mesmo.. Temos o direito de escolher oque achamos ser melhor para nos e se ha uma coisa que eu aprendi nesta minha jornada ao lado de um paquistanes e >>>> Ou vc muda, ou o relacionamento nao vai vingar… Porque ele nao vai mudar! A personalidade deles e bastante forte e a Fe deles e inabalavel, Um muculmano perde tudo, dinheiro, casa, partes do corpo, filhos, mulher.. tudo…Mas ele jamais vai perder a Fe em Allah!

ALLAH SEMPRE VAI ESTAR EM PRIMEIRO LUGAR EM SUA VIDA E EM SEU CORACAO, por tanto nao pense que vc podera mudra esta realidade ou induzi-lo a incredulidade porque isso e um engano!
Alguns homens vem de paises muculmanos e parecem ocidentalizados por nao ter uma conduta arraigada no Islam… Sao muculmanos porque vieram de familia muculmana mas nao sao tementes o bastante e nem devotos o bastante pra manter uma conduta adequada… Isso ocorre com os egipcios, com arabes da Jordanea, Arabia saudita e paises de influencia Europeia como a Turquia que divide territorio com a Europa, mas ate onde sei, o Paquistao continua muito firme no Islam e embora muitos  tenham agido de forma incoerente ao Islam, sei que pelo menos 70% do pais ainda permanence na Lei Islamica… portanto e bom saber exatamente onde pisa e comecar a entender a religiao, saber que vai entrar para uma nova rotina e que vai ter que se ajustar a essa realidade, caso o contrario desista e va procurar um brasileiro que te aceite tal como vc e, com toda sua mania de dar ordem, de querer discutir de frente, com todo seu feminismo e total independencia. Essas coisas nao rolam muito em um relacionamento com muculmano, pois eles tem seus principios inabalaveis e por sua vez tratam a mulher como um ser fragil e nao como lixo.. Ser tratada como fragil e diferente de ser tratada como lixo ok?

Quando vc se depara com um homem protetor e cuidador vc passa a ver que tem valor! Que pra seu homem vc e algo extremamente importante e unico e que cada parte de seu corpo e importante e super valorizado. Nem mesmo as ocidentais se dao conta do grande  valor que tem o seus corpos, mas qdo nos casamos com um homem puro e decente passamos a descobrir detalhes que antes nos passavam despercebidos porque ninguem para pra pensar no valor das coisas sem ter um contato maior com o criador de tudo que ha… =)

Para finalizar eu gostaria de colocar aqui alguns Hadiths e informacoes restiradas do Al corao acerca dos direitos  da mulher e posicao do homem no Islam para que todos entendam de uma vez por todas que a mulher nao e inferior ao homem diante de Allah, mas que ela deve sim respeitar o seu esposo, assim como no cristianismo existe a tese de que ao homem cabe a decisao e a mulher cabe a sustentacao de seu lar. =)   



  • Os melhores dentre vós são os que tratam melhor as suas esposas.
  • Sermão da despedida: "O humanos, em verdade, vossas mulheres têm direito sobre vós como vós tendes direitos sobre elas"
  • O crente perfeito é aquele que tem um carater perfeito e é bondoso para com a esposa.
  • Que nenhum homem crente desgoste de uma mulher crente. Se algo nela o desagrada, alguma coisa há de agradá-lo.
 Alcorão:
  • E harmonizai-vos com elas; pois se as menosprezardes podereis estar depreciando um ser que Deus tem dotado de muitas virtudes."  4-19
  • Elas são vossas vestimentas e vós sois delas 2-187
  • E entre Seus sinais está o de haver-vos criado companheiras da vossa mesma espécie para que com elas convivais; e vos vinculou pelo amor e pela piedade.

Delitos contra a mulher:
  • Foram postos no mesmo nível, tendo a mesma gravidade, daqueles praticados contra o homem, independente de dizerem respeito à pessoa, à propriedade ou à honra.
  • Se um homem acusar uma mulher de imoralidade sem provar, fica sujeito à pena prescrita para a falsa acusação além de ser declarado permanentemente indigno de testemunhar perante um tribunal. 24:4-5
  • A acusação de imoralidade contra uma mulher requer a apresentação de no mínimo quatro testemunhas. Alcorão 24-4.
  • A acusação, sem apresentação de quatro testemunhas, sujeita o acusador à pena de oitenta vergastadas e nunca mais seus testemunhos serão aceitos.

Direitos
  • A mulher tem direito inalienável à sua propriedade, podendo dela dispor sem interferência de quem quer que seja, mesmo pai, irmão, marido ou filho.
  • A propriedade da mulher não pode ser tocada mesmo que seu marido ou pai ou qualquer outro parente tenha dívidas que excedam seu próprio patrimônio.
  • Têm os mesmos direitos dos homens para aquisição de propriedades, pode herdá-las, recebê-las em doação ou como presente, ganhá-las como remuneração de seu trabalho e esforço.
  • Pode dispor de seus bens de forma absoluta.
  • Direito a dote ao casar.
  • Direito à manutenção pelo marido: alimentos, vestuário, moradia, etc.
  • Pode, se quiser, trabalhar para aumentar a renda da família, ou para diminuir a despesa que se teria se ela não trabalhasse.
  • Se não quiser amamentar seu filho é dever do pai contratar uma ama de leite.

Poligamia
  • Para que o homem case com uma segunda esposa, a primeira esposa deve consentir, bem como a futura esposa. Ambas devem concordar.
  • Não é permitida a poligamia se as leis do país não  permitirem.
  • Todas esposas têm direito a mesma condição material e afetiva, é dever do marido. Alcorão: "Mas se temerdes não poder ser equitativos para com elas, casai, então, com uma só."4-3
  • Nenhuma mulher pode ser forçada ao casamento.
  • Ao casar a mulher pode exigir a inserção de cláusula no contrato de casamento assegurando que o marido não se case com uma segunda esposa.

Este instituto da poligamia obriga o homem a dar tratamento igualitário às mulheres e a todos os seus filhos, além de assegurar a todos eles a respeitabilidade de pertencerem a uma família. O concubinato é proibido no Islam, sendo considerado adultério. Observe-se que no concubinato os direitos da mulher não estão garantidos e seus filhos não têm o amparo e a respeitabilidade de pertencerem a uma família reconhecida socialmente.

Relações conjugais:
  • Hadith: ... Caridade são as boas obras. Caridade é evitar os atos maus. Cada ato sexual entre marido e esposa é caridade.
  • Têm direito ao prazer, podendo solicitar na justiça a anulação do casamento se o marido durante três meses não cumprir seus deveres conjugais, inclusive o sexual.
  • Omar proibiu a prática do coitus interruptus sem o consentimento da esposa.
  • A pratica anticoncepcional deve ter o consentimento da esposa.
  • Deve concordar livremente cm seu casamento, ninguém, nem os pais, pode obrigá-la a casar com alguém, contra sua vontade.

Recato
 Estabelecido para o homem e para a mulher:
  • Surata 24-30 Dizem aos fiéis que recatem seus olhares e conservem seus pudores, porque isto é mais benéfico para eles,..
  • Surata 24-31 Dize às fiéis que recatem seus olhares, conservem seus pudores e não mostrem seus atrativos, além dos que normalmente aparecem; que cubram o colo com seus véus e não mostrem seus atrativos, a não ser aos seus esposos, seus pais, seus sogros, seus filhos, seus enteados, seus irmãos, ...

Não exclusão da mulher:
 Surata 33:35
  • Quanto aos muçulmanos e às muçulmanas, aos fiéis e às fiéis, aos consagrados e às consagradas, aos verazes e às verazes, aos perseverantes e às perseverantes, aos humildes e às humildes, aos caritativos e às caritativas, aos jejuadores e às jejuadoras, aos recatados e às recatadas, aos que se recordam muito de Deus e às que se recordam d'Ele, saibam que Deus lhes tem destinado a indulgência e uma magnífica recompensa.

 Como se vê não permite a exclusão da mulher. Adicionalmente, observe-se que uma preocupação atual, de citar explicitamente a mulher nos textos, já era adotada pelo Sagrado Alcorão no século VII.

Divórcio:
  • Tomai-as em termos equitativos ou separai-vos delas em termos equitativos 65-2
  • Proporcionar o necessário às divorciadas (para sua manutenção) é um dever dos tementes."2-241
  • Divórcio só se consuma após um período de espera de três menstruações ou três meses. Podem se reconciliar neste período sem necessidade de novo casamento. Após o período de espera só com novo casamento.
  • Se se divorciarem três vezes não podem mais casar a não ser que a mulher se case com outro homem com intenção de permanecer com ele e depois dele se divorcie.

Benevolência nas devoções
  • Durante suas regras está dispensada das orações obrigatórias, e do jejum do mês de Ramadan.
  • Não é obrigatório que compareça às mesquitas para a oração das sextas-feiras, mas pode fazê-lo se quiser.
  • Para o cálculo do zakat, esmola obrigatória para os pobres, não se leva em conta suas jóias e adornos.

Liderança exercida por mulheres
 Desde o princípio do Islam a mulher tem sido alçada a posições de liderança em função de sua competência, tanto em assuntos materiais, exercendo funções importantes na administração, quanto liderança espiritual. Como exemplo, pode-se citar Aicha, esposa do Profeta (saws), que foi eminente mestre das tradições, contando centenas de alunos.

Sheikh Muhammad Ragip       





20 comentários:

  1. Bacana, hein? Meu marido não é muçulmano, mas sou descendente de árabes e tenho bastante contato com a cultura. Concordo com o que você diz, que muçulmanos com maior contato com a cultura ocidental acabam meio que perdendo a intensidade da fé e da religiosidade.

    ResponderExcluir
  2. No começo concordei com td, conduta de esposa e marido e realmente se alguém quer casar com muslim tem q renunciar o ego, pensar no relacionamento e não ficar dando uma de revolucionária pq mudança se conquista com amor e não em guerra. Mas o que me entristece no Islam é q aceitam o divórcio de boa, vc casa e pode descasar como se casamento não fosse algo pra vida toda, vc pode interromper se algo está lhe desagradando e casar com outro, não há incentivo de lutar pelo casamento (ainda não vi nada relacionado). Deus não é chamado a ajudar, eu sei que dão espaço de tempo pra tentar reverter a decisão, mas o que eu observo é q as pessoas não buscam em Deus pra solucionar problemas conjugais. O mais interessado que o casamento seja eterno e abençoado é Deus, se uma pessoa busca em Deus de coração, Ele ajuda. Eu sei que relacionamento a 2 não é fácil, mas se for divorciar que não se case de novo. Então o porque casar se a pessoa pensa q na primeira crise irá pedir o divórcio? Casamento é algo sério e tem muita gente brincando de casar, como se casar e ficar juntos nos primeiros meses fosse um test drive se for bom continua, mas se não pula fora. Posso estar exagerando no ponto de vista de alguns com relação a isso,pode ser que alguns exemplos me choraram e eu tive a impressão distorcida, mas é essa impressão que algumas muçulmanas me passaram. Se eu estiver errada me corrijam. Gostaria muito de ouvir uma muçulmana dizer ''meu casamento quase terminava em divórcio mas eu busquei em Deus a solução e ele me ajudou'' Isso me ajudaria a entender que o que eu vi até hj foram exemplos negativos, como se pode ter em outras religiões tbm.

    ResponderExcluir
  3. Angel eu entendo a sua indignação e por um lado vc esta certa em questionar esse ponto, mas veja bem... As vezes as pessoas se casam e depois descobrem que nao se completam, o divorcio é aceito no Islam pra que nenhum dos dois sofram com a obrigação de permanecerem unidos num relacionamento falido.
    Existe um ditado que diz, " Quando 1 nao quer 2 nao brigam " Ou seja, ficar junto de alguem a força não é benéfico, faz mal, fica uma situação muito triste... Vc pode sim buscar em Deus que ele mantenha seu casamento, mas se um não estiver mais suportando o outro, a melhor maneira de acabar com isso é conversando e abordando os pontos negativos, mas se não houver mais amor, se houver repulsa, nojo etc de uma das partes então a melhor saída é o divórcio... infelizmente

    ResponderExcluir
  4. OLÁ GOSTEI DO SEU POSTE, EU SOU BRASILEIRA ESTOU CASADA A 6 MESES, MEU MARIDO ME OBRIGOU A ME CONVERTER, EU NÃO FALO ÁRABE, MORO NA TUNÍSIA, LARGUEI TUDO NO BRASIL POR MEU MARIDO.NÃO POSSO IR NEM NO PORTÃO OLHAR NADA, SE CHEGA ALGUM HOMEM EM CASA SOU OBRIGADA A ME ESCONDER, SAIR AGORA POSSO COM MINHAS SOBRINHAS, FILHA DA IRMÃ DELE. MAS ELE SÓ QUE AS COISAS, NÃO FAZ POR MIM, SAI TDS OS DIAS FICA NA RUA, DIZ QUE VAI VER COMO TRABALHAR, POIS E OUTONOMO, VENDE JEANS, TENIS.
    EU JÁ O VI SENTADO EM UM CAFÉ SOZINHO, FALA MUITO DAS LEIS DO ISLAM, MAS CONFESSA QUE OLHA OUTRAS MULHERES DE ROUPAS OCIDENTAIS, OLHA A BUNDA DELAS E FAZ COMENTÁRIOS COM OS AMIGOS. EU ME SINTO MUITO MAL, ELE DIZ QUE É NORMAL PORQUE HOMEM É DIFERENTE DA MULHER, HOMEM PODE TUDO E MULHER NÃO.
    ELE ANDA COMO UM OCIDENTAL, SÓ QUE TEM BARBA, FAZ SALAT.
    EU NÃO CONSIGO FAZER SALAT, AINDA NÃO ENTENDO O ÁRABE E SEMPRE ACABO CHORANDO MUITO, POIS ELE PENSA SOMENTE NELE, SAI FICA O DIA FORA, QUANDO OS AMIGOS NÃO APARECE LA PELA MEIA-NOITE PARA FICAR CONVERSANDO NO CARRO.
    MORO NA CASA DOS MEUS SOGROS, QUE É UM POVO FOLGADO, SOMENTE HOMENS, POIS A ÚNICA FILHA É CASADA E MORA EM OUTRA CASA, ELA TEM A LIBERDADE DE ANDAR DE CALÇA, NÃO JEANS, SAI SEM PROBLEMAS, AS FILHAS DELA TB TEM LIBERDADE SAEM SOZINHA SEM PROBLEMAS. EU SOU MAIS VELHA QUE MEU MARIDO 7 ANOS, EU TENHO 44 ANOS. ESTOU ME SENTINDO SOZINHA, POIS NÃO TENHO AMIGAS,EU ME SINTO UMA EMPREGADA NA CASA, MEUS CUNHADOS NÃO FAZEM NADA E MEU MARIDO TB NÃO FALA NADA COM ELES.
    QD BRIGAMOS ELE SEMPRE FALA NÃO ESTÁ CONTENTE VOLTA AO BRASIL, EU JURO QUE NÃO SEI O QUE FAZER EU O AMO MUITO.
    QUERIA QUE ELE MUDASSE. O QUE POSSO FAZER ME ME UM LUZ.
    SALAM

    ResponderExcluir
  5. por favor me responda, estou quase voltando para o Brasil, largando tudo, estou me sentindo feia. nao posso me arrumar ir ao salão, sair pra nada. nem as sobrancelhas poço fazer. Estou me sentindo infeliz, sou eu mesma no poste anterior.
    salam

    ResponderExcluir
  6. Ola minha querida, me desculpe a demora em te responder!!

    Olha so flor, preciso saber onde vc o conheceu? como o conheceu e se ele era diferente???

    Saiba que vc esta vivendo na casa de seus sogros e que os homens desses paises sao muito pressionados pela familia a agir de forma severa e radical com as esposas, eles ja sao naturalmente grosseiros e autoritarios, imagino como deve ser pior quando moram debaixo do teto da familia affff... nao quero nem imaginar oq vc esta passando.. e pior que a situacao se complica muito porque vc nao tem palavra dentro dessa casa.. eu sei!!
    A melhor forma de sair disso e falar com ele sobre a possibilidade de viver em uma casa individual, so de vcs!! vc tem que sair da casa de seus sogros urgente! A hipocrisia e tremenda e vc sabe disso! O fato de ele nao deixar vc sair, te privar de se arrumar etc e uma super protecao!! eles tem mania disso, acham que olhos ruins nao podem olhar na mulher deles afff cada merda que eles falam e acreditam!! Nao e por mal, ele quer te proteger entende?? mesmo assim, se vc esta infeliz converse com elee urgente e tente , da melhor forma possivel sair da casa de seus sogros pq eu sinto que ele deve estar pressionado... ele mudou muito com vc ao longo desse tempo de casados??? se sim... pode apostar que ele e pressionado!! bjuss querida aguardo resposta!!! fica com Deus, que Allah te de sabedoria!!

    ResponderExcluir
  7. Ola , eu sou cristã meu marido muçulmano , ( egipcio) . Como vc citou é um pouquinho mais dificil lidar com eles , ( depende tambem muito claro do homem , da cabeça dele e tal) Mas olha meu marido é um amor , nunca me forçou a mudar de religiao , nao me lembro de ter ouvido da boca dele , um palavrao direcionado a mim , Enfim nao troco meu muçulmano por nenhum cristão. ( sem ofensas) mas Um verdadeiro muçulmano trata a mulher como um tesouro , Beijos e adorei seus posts

    ResponderExcluir
  8. Ola.
    Sou brasileira e meu marido é paquistanês. Estamos casados a 6 meses e agora estou visitando minha familia aqui no Brasil. amei seu poste porque você falando sobre seu marido descreve o meu por completo. Meu marido somente é feliz se eu estiver feliz, chora comigo e me protege de todas as formas para que eu me sinta em casa. Moramos com a familia dele 2 mulheres e um adolescente. a irmã dele é extremamente ciumenta, porém eu conquisto ela fácil, fácil. Eu já me relacionei com outros homens mulçumanos pela internet, realmente se não ter cuidado pode ser uma escolha complicada pra vida de uma mulher. Hoje estamos muito muito mesmo felizes juntos, o melhor de tudo que não brigamos, também somente 6 meses de casados estamos em lua de mel ainda. Deixo aqui meu comentário positivo sobre o casamento com um mulçumano, que graças a Deus ele me direcionou para uma pessoa extremamente apaixonada por mim e o melhor de tudo, que me proteje e que cuida de mim como se eu fosse uma jóia rara na vida dele. Eu Entrei em um outro post e fiquei horrorizada com o que falaram sobre as mulheres mulçumanas casadas com homens mulçumanos. Genteeeee, estudar, pesquisar e se informar é a melhor saida para uma escolha tão importante em nossa vida. deus abençoe a todos. Aaisha

    ResponderExcluir
  9. ufaaa,,,, agora eu estou confusa não sei se caso com meu pakistan ou não umas dizem que são uns monstros ,,outras dizem que são tudo de bom e agora???????????????

    ResponderExcluir
  10. ola estou casada vai fazer um ano com um mulçumano aqui no brasil mais ele mentiu dizendo que nao tinha esposa na nigeria e agora ela chegou sem saber de mim tambem mais veio gravida e a bebe ja nasceu e pelo contrario que dizem ele nao sustenta as duas nem eu que nao sou mulçumana e nem ela que eh o que devo fazer pois nao aceito essa condiçao e pelo jeito nem ela mais ela nao pode falar nada so o que ele quer como sou brasileira e nao entendo muito do isla

    ResponderExcluir
  11. Onde vcs os conheceram? E quanto tempo demorou para casarem?

    ResponderExcluir
  12. oi estou conhecendo um muçulmano e ele é de marrocos bom ele é um amor de pessoa mais no primeiro mes que nos conhecemos ele me pediu em casamento e em um outro siteu eu vi que a maioria deles só falam em amor casam-se com brasileira pra conseguir o visto do brasil depois se divorciam e voltam para seu pais ja com uma condiçao boa e casam-se com uma de la e voltam para o brasil com sua nova esposa pra vive aqui porque é um pais rico e la é um pais pobre ai vi esse poster e fiquei com medo mais tipo ele é tudo de bom nao sei o que fazer

    ResponderExcluir
  13. Muito interessante e bem esclarecedor sobre o relacionamentos entre um bom muculmano e uma cristã. Só queria perguntar um coisa. Um muculmano pode ter filhas e/ou filhos (familia) não muculmana?

    ResponderExcluir
  14. Marcia 09 de janeiro de 2013
    Estou namorando com um Argeliano que reside na cidade de MILA ja tem uns 3 meses que conversamos todos os dias pela internet ele trabalha como SOLDA DE FERRO mais e pobre tem 5 irmãos mora com os pais, no inicio descobrir que estava teclando com outra brasileira e ai terminou tudo hoje tem acesso ao seu Facebook e todas as paginas sociais na internet diz que me ama e quer casar, eu gosto dela nao amo tenho um carinho por ele ele disse que e virgem e muçulmano e que vem no Brasil para mim conhecer, disse que sou viúva tenho 2 filhos ele disse que tudo bem. Falou para sua mãe que está namorando com uma brasileira estive conversando com ele e ele disse que queria que eu morasse lá em MILA estou formando em LETRAS INGLES sera que lá posso dá aula como professora sei que se for para mudar alguns hábitos meus não vai ser problema so tenho medo dele não ter condição de mim sustentar e passar nesecidade e será que consigo trabalhar normal mesmo usando as roupas de lá e tento ser uma mulçumana, nossa estou com medo de tudo por favor mim ter uma luz por onde devo começar o que devo fazer para saber mais dele. MIM AJUDE

    ResponderExcluir
  15. amei o blog e gostaria de ter amizade para poder conversar em particular...
    acabei de conhecer um mulçumano no facebook conversamos no skype parece ser bom moço mas estou ciente dos perigos gostaria de poder saber mais como lidar ou distinguir um bom moço de um ipócrita...obrigado se puder me responder ...thais_murata@hotmail.com

    ResponderExcluir
  16. olá seu blog me despertou atenção eu tb sou portuguesa casada com argelino...nosso casamento nos primeiros 3 anos foi horrivel, mas ambos lutámos e hoje temos um casamento feliz massAllah...como todos temos nosso altos e baixos mas impera o respeito e a cumplicidade que culminou em amor....bjs e muita força....

    ResponderExcluir
  17. Olá, conheci um mulçumano pela internet e logo logo vamos nos casar Insha Allha. Ele é muito amoroso atencioso comigo (espero que ele não mude, rsrs) a minha única tristeza é que ele quer vir agora para o Brasil mas eu não sei como tirar o visto dele, ele é do Paquistão mas mora e trabalha em dubai... cada vez que conversamos aumenta mais ainda a vontade de vê-lo... Ao contrário ele nunca me julgou pois eu já tenho 2 filhos que vivem com minha mãe que pela lei é tutora legal deles... o meu futuro marido mulçumano me da conselhos, me incetiva e está sempre disposto à me ajudar. Mesmo ele tão longe (eu moro no Maranhão) temos um sentimento de amor e respeito muito grande um pelo outro... E eu estou disposta a aprender tudo sobre o Islam para que eu possa ter um casamento feliz.

    ResponderExcluir
  18. brasileira sonha em ser odalisca e odalisca em ser passista...vai entender essas mulheres

    ResponderExcluir
  19. Nossa gostei muito do seu blog e me interesei muito..

    ResponderExcluir
  20. Gostei muito de suas informações. Eu já conheci um rapaz muçulmano e pensei até em me casar, mas não conhecia ninguém que pudesse me falar o que você disse. Geralmente falam que os homens muçulmanos tratam a mulher como uma coisa. entretanto eu realmente nunca tive contato com um rapaz tão sério como aquele.Eu fiquei encantada com a sabedoria que posuia.Obrigado se puder contacte comigo! sofiabanalencar@gmail.com

    ResponderExcluir